Facebook Pixel

Brasil garante vaga olímpica na ginástica masculina com ouro de Arthur Nory no Mundial

18/10/2019

Com três atletas do Time Ajinomoto, equipe nacional assegura a classificação para os Jogos de Tóquio. No individual, Nory conquista ouro na barra fixa

Integrantes do Time Ajinomoto, Arthur Nory, Caio Souza e Francisco Barretto fizeram bonito no Campeonato Mundial de Ginástica e ajudaram o Brasil a garantir a classificação por equipe para os Jogos Olímpicos. No individual, Nory foi ainda mais longe e conquistou o título na barra fixa. O Mundial foi realizado em Stuttgart, na Alemanha, onde Souza também avançou à final no individual geral.

O Brasil terminou na décima colocação geral, somando 247,236 pontos. Com isso, ficou fora da decisão por equipes, porém, como Rússia, China e Japão – os três primeiros colocados na fase eliminatória em Stuttgart – já tinham suas vagas olímpicas asseguradas pelo Mundial de 2018, os 12 países mais bem colocados na Alemanha asseguraram a classificação para os Jogos.

"Estamos felizes com a classificação da seleção masculina. Sabemos o quanto é difícil conseguir a vaga olímpica, existe um trabalho sério não somente nas quadras, mas também fora delas, então estar presente numa edição de Jogos Olímpicos, e somado a isso ficar entre as dez melhores equipes num Mundial Pré-Olímpico, garantindo um leque de finais, nos impulsiona mais ainda a seguir com o trabalho", disse a presidente da Confederação Brasileira de Ginástica (CBG), Luciene Resende, ao site da entidade.

O destaque individual foi Nory, que conquistou a medalha de ouro na barra fixa. Na classificatória, o ginasta do Time Ajinomoto havia avançado com a quarta melhor nota (14,600). Na final, superou toda a concorrência e garantiu o título mundial com nota 14,900.

“Não é de agora que eu tenho conseguido bons resultados na barra. Fui quarto do mundo em 2015 e aquele resultado ficou engasgado na minha garganta. Comecei a trabalhar bastante, visando dificultar minha série para a Olimpíada do Rio. Venho trabalhando todo dia neste aparelho, para que possa evoluir, até porque o foco agora é 2020. Treinei a semana inteira essa série, porque queria ganhar esta medalha, ir para cima, fazer o meu melhor", declarou à CBG.

Caio Souza, também integrante do Time Ajinomoto, somou 83.765 pontos e terminou na 13ª colocação do individual geral.

Lançado este ano no Brasil, o Time Ajinomoto é uma iniciativa do Projeto Vitória, que existe desde 2003 no Japão. Por meio dele, mais de 20 atletas olímpicos e paralímpicos receberão apoio nutricional e sobre os benefícios do consumo de aminoácidos por atletas até dezembro de 2020.

Voltar para o índice

Últimas notícias: